Dicas & Dúvidas

Home :: Dicas & Dúvidas :: Aleitamento Materno - Técnicas de Amamentação

Aleitamento Materno - Técnicas de Amamentação


O Ministério da Saúde destaca que a mamentar é muito mais do que nutrir a criança, tratando-se de um processo que contempla uma interação profunda entre a mãe e o filho, e que tem repercussões no estado nutricional da criança, na prevenção de infecções, em sua fisiologia e no seu desenvolvimento cognitivo e emocional, bem como de ter implicações na saúde física e psíquica da mãe.

Além disso, é importante destacar que o aleitamento materno até os seis meses de idade é um direito da criança e sua proteção legal encontra-se garantida e amparada na Constituição Federal, no Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA), na Consolidação das Leis do Trabalho (CLT) e em legislações correlatas como o Código de Defesa do Consumidor (CDC), que contempla em diversos artigos, o direito da criança quanto à amamentação e a comercialização de alimentos a ela destinados.

O leite materno está sempre em perfeitas condições para a criança. É composto por vitaminas, ferro, água, sais, cálcio, fósforo, lipase (enzima que digere gorduras), células brancas (leucócitos), anticorpos (imunoglobulinas) que protegem a criança contra as infecções mais comuns e fator bífido. Após os primeiros dias do parto, a mulher produz um tipo de leite mais espesso e amarelado chamado colostro o qual é rico em anticorpos e minerais, e tem efeitos laxativos e proteolítico, facilitando a expulsão do mecônio.

Nos dois primeiros anos de vida, a amamentação representa um dos aspectos fundamentais para a saúde da criança, afinal, nesse período as necessidades calóricas por kg de peso são duas a três vezes maiores que no adulto. Portanto, a deficiência na alimentação nesse período, representa retardo, em diversos aspectos, no crescimento da criança, além de uma maior exposição a infecções Quanto à técnica de amamentação o Ministério da Saúde esclarece que, embora a sucção do bebê seja um ato reflexo, ele precisa aprender a retirar o leite do peito da mãe de forma eficiente. A mamada deve ser iniciada encostando-se o mamilo na boca da criança. Através do reflexo de rotação, a criança vira a cabeça em direção ao seio, abocanhando o mamilo. A mãe, com o dedo polegar e o indicador, pode comprimir a aréola, fazendo com que o mamilo fique mais saliente e a criança tenha as narinas liberadas para a respiração. Da mesma forma, ao retirar a criança do seio, deve encostar o dedo na bochecha, para que a criança largue o seio de maneira suave, sem provocar fissura.

O bebê deve abocanhar toda a aréola, permitindo que as ampolas lactíferas sejam comprimidas e o leite retirado. Se a criança abocanhar somente o mamilo, não haverá saída adequada de leite e a criança poderá chorar com fome. Esta situação gera angústia na mãe, que por insegurança poderá acabar oferecendo alguma fórmula láctea para seu filho.


Endereço:

Rua dos Pariquis - número 2999 - A Sala 1304 • Belém - PA

Email:

atendimento.sopape@gmail.com

Telefone:

(91)3249-9111 | (91)81365400

Copyright 2020 - Todos os direitos reservados - Desenvolvido por: